O QUE LEVAR NA MALA PARA UM INTERCÂMBIO

VERA CLETO VERA CLETO | 14 Janeiro, 2019
Compartilhar:

Arrumar malas parece uma tarefa fácil, mas sabemos que esta atividade requer muita atenção do começo ao fim! Se fazer uma mala para uma viagem comum já não é rápido, imagine decidir o que levar na mala para um intercâmbio. Desde a escolha do programa, destino, instituições e acomodação, até a mala e as roupas que precisa levar, tudo dever ser anotado e vistoriado com muita calma e atenção.

Por este motivo, nós da Experimento resolvemos ajudar você a montar sua mala, assim você não esquecerá nada e começará sua jornada com o pé direito. Vamos lá?

País de Destino

Pode parecer óbvio demais, mas ter em mente qual o clima predominante no seu país de destino, vai te ajudar a ser mais objetivo ao arrumar as malas. Mas se por acaso você for para países como Estados Unidos, Espanha e alguns outros países da Europa – onde o verão é bem quente, mas o inverno também é rígido -, é importante que você seja bem organizado, e divida bem a quantidade de roupas que levará.

neighborhoodwinter street

Arrumando as Malas

Qual o tamanho de mala ideal?

Ao planejar o que levar na mala para um intercâmbio, pense em quanto tempo exatamente você ficará no lugar. O mais importante é ter espaço na mala para a quantidade de roupas e demais objetos que você precisa. Seja na internet, ou em lojas físicas, você com certeza encontrará uma boa variedade de modelos, alguns com preço bem acessível, outras mais caras (lembrando que preço não é sinônimo de qualidade, ok?), então faça uma boa pesquisa, porque vale a pena o esforço.

Além disso, você também poderá levar uma bagagem de mão, levando objetos mais específicos ou de maior valor, como tablets, câmeras e etc.

Lembrete importante: não se esqueça de “calcular” o peso da sua mala. Cada passageiro terá direito a transportar até 64 kg (dividido em duas malas de no máximo 32 kg cada), e para as malas de mão, este peso varia. Portanto, aproveite para verificar com a sua companhia aérea quais são as exigências.

bag

Organizando os Espaços

Setorize sua mala com espaços específicos para cada coisa. Procure maneiras de otimizar o espaço dos itens com formas diferentes de dobrar as roupas, utilizar saquinhos, necessaires e etc. Como por exemplo as roupas íntimas: separe calcinhas e sutiãs e coloque-as em bolsinhas de plástico por grupo. Você pode encontrá-las em lojas de setorização, R$1,99 e afins.

necessaire

Quais roupas levar?

Leve roupas básicas, aquelas que você gosta de usar no seu dia a dia no Brasil, e com as quais você se sente à vontade. Sabe aquele impulso de colocar na mala uma roupa que você nunca usou? Você também não vai usar lá e, ainda mais, vai ocupar um lugar precioso na sua bagagem.

Se você for para um local frio, leve o básico e no seu destino! Você encontrará roupas de frio bem mais adequadas à temperatura, como gorro, cachecol, casacos quentes e etc, por um preço bem em conta.

Outra dica para inverno: não adianta levar vários casacos porque as escolas e casas têm calefação. O frio é apenas em lugares externos. O que você precisa mesmo é de um bom casaco, ou sobretudo para colocar quando sair ao ar livre.

Sapatos

Apenas os confortáveis. As acomodações nem sempre são perto da escola. Os intercambistas usam muito transporte público e, para aqueles que estão mais perto devem caminhar até a escola. Isso sem contar os passeios e as visitas aos pontos turísticos depois das aulas e aos finais de semana. Imperdível esta parte!

Para os atletas é fundamental levar um bom tênis. Correr nos parques públicos espalhados por quase todas as cidades é uma delícia. E também se surpreender com os cantinhos achados durante uma boa caminhada é demais.

Remédios

Kit primeiro socorros: brincamos que, desta parte, as mães adoram participar. Não deixe de colocar na sua necessaire, remédios como os para dor de cabeça, garganta, cólica, resfriado, etc. Todos eles você encontrará na farmácia, mas você pode precisar deles à noite, principalmente nos primeiros dias de mudança de temperatura, o que pode causar desconforto e algumas alterações no organismo. Prevenir é bom nestas horas.

Se você toma algum remédio que precisa de prescrição médica para comprar, é fundamental levar um pedido médico em inglês. O mesmo vale para quem usa óculos, sugiro levar uma receita para as lentes ou óculos extra.

Além disso, esteja assegurado de que o seguro saúde está fechado e já disponível, porque como estará em outro país, é bom não correr riscos desnecessários de não ter o serviço à sua disposição.

Itens de Higiene Pessoal

Dependendo do tempo de intercâmbio, é ou não indicado levar seus itens de higiene pessoal. Se você vai passar de 1 a 3 meses, com certeza é ideal levar seus próprios produtos. Mas se você passará de 6 a 12 (ou mais) meses, não faz muito sentido levar, comprar no destino final é o ideal.

Itens de sobrevivência moderna

Alguns objetos são de suma importância para a sua “sobrevivência” rs em aeroportos e lugares de grande fluxo de pessoas. Adaptador universal, remédios para dor de cabeça, carregador de celular, bateria extra e dinheiro em espécie são uma ótima pedida.

O que você não leva na bagagem?

E, por fim, leve com você o que não vai na bagagem e sim no seu coração e na atitude: mente aberta, flexibilidade, adaptabilidade e curiosidade. Não deixe de aproveitar as oportunidades de conhecer novas pessoas. Uma das coisas valiosas que trazemos quando voltamos do intercâmbio são as amizades colecionadas e as experiências vividas.

E deixe em casa a timidez e mergulhe nesta experiência maravilhosa do intercâmbio.

SEJA FELIZ E BOA VIAGEM!

Autora: Vera Cleto, trabalha com intercâmbio cultural há mais de duas décadas e conhece 47 países nos 5 continentes. Foi gerente de loja, supervisora regional de vendas e tem ampla experiência em orientar jovens de todas as idades na busca de uma experiência única no exterior.   

Comentários

Catálogos

Curso de idiomas
Programa de férias
High School
Work & Travel
Extensão Universitária
Programas Profissionalizantes
Travel Plus
Study Abroad