Uma viagem que pode mudar sua vida!

Experimento Experimento | 26 novembro, 2021
Compartilhar:

Todos sabemos o poder de uma viagem, né? Além de conhecer novos lugares, culturas, povos e histórias, é sempre uma oportunidade para o crescimento pessoal e até profissional (quantas habilidades não desenvolvemos ao viver uma viagem?).

Já imaginou aliar tudo isso a uma possibilidade de se envolver com uma experiência de voluntariado? Ajudar o próximo, imergir em outra realidade e deixar o seu legado em forma de transformação social. Basicamente, é como viajar e ainda fazer a diferença por um mundo melhor!

crianças sorrindo e acenando

Para que esse tipo de viagem seja realizado de forma consciente e eficiente e gere transformação, alguns cuidados devem existir. Afinal, todos queremos fazer a coisa certa.

CONSCIÊNCIA

Uma viagem voluntária é uma oportunidade incrível para conhecer um local de forma mais original e se conectar com novas pessoas. Toda essa jornada pode contribuir tanto para você como voluntário, com o autoconhecimento e a realização pessoal, quanto para os habitantes das comunidades ajudadas.

Esse conceito tem se expandido rapidamente e cada vez um número maior de pessoas aproveita suas férias e feriados realizando turismo voluntário.

DIGNIDADE

Não faça generalizações sobre grupos, povos ou nações. Conheça cada povo, seus jeitos e costumes e exalte o melhor deles. Você tem tanto a aprender com eles quanto eles com você! Fortalecer a dignidade de quem está ao redor é uma parte importante da experiência.

crianças pulando

CONSENTIMENTO

É comum, e nós inclusive recomendamos, que os voluntários documentem suas viagens na Volunteer Vacations com imagens e postagens nas redes sociais. Porém, não esqueça que é necessário respeitar o direito das pessoas à privacidade. Busque sempre o consentimento das pessoas que você retrata caso queira usar suas imagens em posts nas mídias sociais.

Saiba o nome das pessoas. No caso de crianças, sempre procure a autorização dos pais ou guardiões. E sempre dê às pessoas o direito de serem ouvidas. Ouvir é amar.

QUESTIONE

Pergunte-se: “Porque eu viajo? Porque eu sou um voluntário?” Isso é pra você ou você quer realmente fazer a diferença para outras pessoas? Seja honesto consigo, sempre.

dois homens conversando

Lembre-se sempre que boas intenções, como conseguir doações ou chamar a atenção para uma causa, não são desculpas para violar a dignidade e a privacidade das pessoas com termos que possam ser depreciativos. Busque a todo tempo a maneira de deixar um legado com o seu trabalho.

ESTERIÓTIPOS

Quando você for contar aos seus amigos e à família sobre sua viagem, você tem duas opções: confirmar os estereótipos em vez de desafiá-los ou contar histórias profundas sobre as pessoas daquele local, ressaltando as nuances da cultura.

Use essa chance para contar a todos coisas novas sobre o lugar em que você se voluntariou. Para se aproximar das pessoas pergunte a elas histórias sobre seu local de nascimento, sobre sua cidade ou mesmo sobre o país que eles desejam que o mundo conheça. Mas é claro, certifique-se que a pessoa está confortável com isso.

mulher palestrando para um grupo de crianças

IMPARCIALIDADE

A ação humanitária deve ser realizada apenas com base nas necessidades, priorizando os casos mais urgentes e sem distinções com base na nacionalidade, raça, gênero, crença religiosa, classe ou opinião pública.

NEUTRALIDADE

As ações humanitárias não devem tomar partido nas hostilidades ou se envolver em controvérsias de natureza política, racial, religiosa ou ideológica.

INDEPENDÊNCIA

A ação humanitária deve ser autônoma dos objetivos políticos, econômicos e militares.

COMPARTILHE COM SABEDORIA

Sempre tenha o consentimento da pessoa retratada em sua foto. Saiba o nome e uma breve descrição da pessoa que você retrata. Ofereça a essa pessoa uma cópia da foto, mesmo que digital.

Descreva suas situações com nomes, locais e explicações mais densas. Respeite as diferentes culturas e tradições. Pergunte-se se você gostaria de ser retratado naquela situação ou daquela maneira. Evite fotos em situações de vulnerabilidade como hospitais ou clínicas.

Mulheres e crianças se abraçando

Não explore ou “glamourize” a pobreza material. Evite ao máximo se retratar como uma espécie de herói ou salvador. Não seja o centro das fotografias. Desafie os estereótipos: mude a impressão que as pessoas têm do lugar que você visitou!

Como dissemos lá no início, VOLUNTARIAR É MAIS DO QUE VIAJAR! E agora você já sabe o porquê. Mas vale aqui um resumão:

– Agrega ao Currículo
– É muito mais do que só conhecer os pontos turísticos de um local
– Traz realização pessoal
– Imersão cultural
– Empresas com trabalho voluntário são mais atrativas e oferecem um melhor ambiente de trabalho
– Atividades de voluntariado ajudam a engajar o funcionário
– Voluntariado é uma forma efetiva de melhorar habilidades de liderança.

Saiba mais sobre os programas de voluntariado da Experimento em parceria com a Volunteer Vacations, procure hoje mesmo um de nossos consultores!

 

Autor
Experimento Experimento

A Experimento é pioneira no segmento de intercâmbio cultural, com mais de 50 anos de atuação no Brasil, é a maior rede especializada exclusivamente em intercâmbio cultural do país.

Formulário de Orçamento

Descubra mais sobre sua próxima experiência

Curso de idiomas
Programa de férias
High School
Au Pair
Work & Travel
Extensão Universitária
Programas Profissionalizantes
Study Abroad
Travel Plus
Trabalho Voluntário