TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE BUENOS AIRES

Mariana Ramos Gomes Mariana Ramos Gomes | 23 junho, 2020
Compartilhar:

Nossa expert Mariana Gomes compartilhou muitas informações sobre Buenos Aires. Abaixo você vai ter um guia completo a partir da experiência que ela viveu. Vamos conferir?

Uma opção interessante

Você sabia que é possível ir fazer um intercâmbio de 2, 3 e até 4 semanas de duração?

E que a gente tem bem do lado da nossa casa lugares com paisagens incríveis, riquíssimos de história e cultura e com aquela pitada de hospitalidade que só a gente entende.

Esse lugar se chama América Latina.

No ano passado eu só tinha 2 semanas de férias e muita vontade de fazer um intercâmbio. E aí eu vou te contar um pouco como foi a minha experiência em Buenos Aires, a capital da Argentina – a cidade que eu escolhi para viver essa aventura inesquecível.

Sobre a cidade

obelisco buenos aires

Argentina é uma cidade com muita vida

Buenos Aires além de ser a capital da nossa vizinha Argentina, tem a segunda maior região metropolitana da América Latina – só perde pra São Paulo.

A província onde ela fica localizada também se chama Buenos Aires, mas cuidado – a cidade não é a capital do estado e ela nem faz parte da província. Na verdade, ela é federalizada e sendo assim ela é separada da província. Por isso você vai ver muito a sigla “CABA” que significa “Ciudad Autonoma de Buenos Aires” – que é o nome oficial da cidade. Meio confuso, né?

Mesmo que você nunca ten

ha ido à Europa quando você pisa em Buenos Aires você se sente na Europa. Na verdade, eu brinco que Buenos Aires parou no tempo, mas não em um sentido ruim. Você se vê em uma cidade da Europa dos anos 80 em alguns bairros da cidade, é uma verdadeira viagem no tempo.

Muitas vezes a cidade é chamada de a “Paris da América do Sul”, por tamanha influência europeia nas construções, costumes e vida portenha.

Clima

Eu fui no início de junho, então já peguei muito frio.

plaza de mayo

As temperaturas giravam em torno de 13/14ºC de dia e de noite caíam para 5 ou 6ºC mais ou menos. Mas lá todos os lugares têm aquecedor (e um café a cada esquina para você se esquentar por dentro).

Uma coisa interessante sobre essa época do ano é que o dia é bem curtinho. O sol nasce quase 8 da manhã e se põe lá pelas 17:30.

Mas se você for no verão, as coisas são bem parecidas em relação às cidades do sul e sudeste do Brasil: calor, dias ensolarados e dias longos – o nascer e pôr do sol são iguais aos dessas regiões do Brasil.

Qual é a melhor época? Bom, aí depende do seu gosto pessoal!

Os argentinos saem de casa mesmo na sensação térmica de quase zero graus pra tomar seu vinho ou sua cerveja nos barzinhos, lá ninguém tem medo de frio ou de calor não. O importante é sair pra se divertir independente do clima!

Transporte

Em Buenos Aires você tem a opção de utilizar o sistema de ônibus e metrô, taxis ou carros de aplicativo.

O sistema público é chamado de SUBE – que inclui os ônibus e metrô. A cidade não tem muitas linhas de metrô mas todas levam ao mesmo lugar: o centro da cidade.

Pra utilizar o ônibus e o metrô você tem que comprar o cartão do SUBE e recarrega-lo. Você pode comprar um cartão em qualquer kiosco na rua (são lojinhas de conveniência que você vai encontrar aos montes pelas ruas).

O bom do ônibus é que a tarifa é definida pela distância – quanto mais longe mais caro. Então já treina antes como você vai falar pro motorista o seu destino, ok? E mais legal ainda: a tarifa do metrô e do ônibus são muito baratas! Por exemplo: a passagem do metrô custa 19 pesos argentinos (nem R$ 1,50).

Só toma cuidado com uma coisa, tá?

As ruas em Buenos Aires são muuuuito grandes. Então não se deixe enganar se você quer ir em um estabelecimento que está na mesma rua em que você está – preste atenção no número! Cada quadra tem aproximadamente 100 números. Então se você está na altura do 400 e seu destino é na altura do 2400, você vai gastar bastaaante sola de sapato! Acredite: eu caí nessa e meus joelhos não recomendam.

Dinheiro

A moeda na Argentina é o peso argentino e aí que a história fica boa: nosso dinheiro vale mais por lá.

Então a gente não sofre com conversão de moedas. Você pode trocar seu dinheiro aqui no Brasil ou lá na Argentina mesmo – eu troquei minhas moedinhas no Banco de La Nacion Argentina no próprio aeroporto de Ezeiza.

Mas na Calle Florida, Avenida Santa Fe e Puerto Madero existem várias casas de câmbio com bons valores pra trocar o dinheiro!

Lá em muitos estabelecimentos não se usam “tarjetas” (cartão), então é sempre bom ter o dinheiro vivo, tá?.

Em alguns lugares mais turísticos como a Calle Florida, você vai encontrar estabelecimentos que aceitam a nossa moeda como forma de pagamento também.

E em casos de urgência: alguns bancos que temos aqui no Brasil também tem unidades na Argentina, então é possível sacar direto de sua conta daqui do Brasil em um caixa eletrônico lá. Consulte com seu banco quais taxas estão envolvidas e quais os processos. Porém, vale mais a pena trocar a moeda numa casa de câmbio.

Escola

buenos aires 2

A vista da janela da escola!

Eu escolhi a Expanish para estudar.

Ela fica localizada bem na região central de Buenos Aires, no 4º andar de um prédio comercial e ela toma o andar inteiro. A escola fica a distância a pé de vários pontos turísticos: Casa Rosa, Plaza de Mayo, Puerto Madero, Plaza San Martin, Galerias Pacífico, Calle Florida e muito mais.

Umas duas semanas antes de você embarcar, eles mandam o teste de nivelamento para você fazer em sua casa, deixando para fazer a parte de conversação quando chegar lá. Mas se quiser fazer tudo por lá não tem problema – você escolhe.

No primeiro dia de aula você faz uma orientação com todos os estudantes que estão começando naquela semana. Além de um pequeno tour pela escola, eles apresentam os funcionários da escola e quem você deve buscar em caso de algum problema específico. Eles entregam um kit de boas-vindas em uma bolsa com uma pasta e várias informações de locais para comer na região, farmácias, delegacias, estações de metrô da região e o que eu mais amei: uma listinha de remédios mais usados e conhecidos em espanhol! Haha sério, me ajudou muito!

A época em que fui era baixa temporada então a minha sala na primeira semana tinha 4 pessoas e na segunda tinham 6, então foi tudo muito intimista e o contato com os professores foi muito forte – a metodologia deles com material próprio da escola é muito gostosa de acompanhar! Minhas aulas eram de manhã, das 09:30 às 13:30 com dois intervalos. Em épocas onde a escola está mais cheia, as suas aulas podem ser à tarde ok?

Eu caí no A0 mesmo, não vou esconder que eu sou bem ruim de espanhol! Mas aprendi muito nessas duas semanas e me estimulou a continuar estudando depois de voltar.

A escola também oferece algumas atividades gratuitas como rodas de leitura para discussão de temas específicos para treinar vocabulário, ida a bares à noite, tours em pontos turísticos e claro: a famosa aula de tango. Gente que vergonha que eu passei, mas foi engraçado demais dançar com alguns americanos e franceses que estavam lá: zero jeito pra dança.

Mas valeu a tentativa!

E caso você queira ir pra lugares mais distantes como Mendoza, Cordoba, o lado argentino das Cataratas do Iguaçu e até mesmo Montevideo no Uruguai, a escola tem parceria com uma agência de viagens local. Você faz o pagamento direto lá na escola e é só aparecer no dia da viagem – que normalmente acontece de fim de semana.

Acomodação

Eu optei por uma casa de família sem refeições – se você quiser a opção com café da manhã e jantar inclusos ou residência estudantil eles também oferecem, ok? Meu quarto era individual, eu e minha anfitriã dividíamos o único banheiro do apartamento de dois quartos e eu tinha acesso à cozinha para fazer minhas refeições.

Além disso eu tinha a chave do apartamento e só precisava avisa-la se eu não fosse dormir em casa ou passar alguns dias fora.

Minha anfitriã era uma moça solteira de 30 anos que trabalhava em um restaurante de noite. Infelizmente tive pouco contato com ela pois nossos horários nunca batiam, mas a Laura foi um amor de pessoa comigo em todos os momentos. Nunca vou esquecer sua hospitalidade e sua preocupação comigo quando peguei uma gripe forte no meio da viagem.

A Expanish normalmente aloca seus alunos até 40 minutos de distância da escola e em bairros bem residenciais e seguros (Palermo, Villa Crespo, Caballito, Almagro, Belgrano, Recoleta, San Telmo, entre outros). Eu fiquei em Palermo, mais especificamente perto do cruzamento Calle Malabia x Calle Gorriti, perto de várias lojinhas e barzinhos – era muito gostoso sair ali pertinho de casa!

Voos

Bom, o que não falta é voo pra Buenos Aires né?

Existem saídas de diversas cidades do Brasil como Aracaju, Salvador, Belo Horizonte, Manaus, Recife, Rio de Janeiro, entre outras com voos diretos para lá. O principal aeroporto de chegada é o Ezeiza (EZE) – que fica cerca de 40 minutos de distância de Buenos Aires. O Aeroporto Aeroparque (AEP) fica bem mais perto da cidade e é responsável por receber voos nacionais e alguns poucos internacionais. Pode ser que você dê sorte de achar uma passagem desembarcando lá, não é?

Outra coisa muito interessante é que ir pra Buenos Aires pode ser uma grande experiência começando pelo voo. Algumas das melhores companhias do mundo como a Turkish Airlines, Emirates, Qatar Airways e Ethiopian Airlines tem como destino final o aeroporto de Ezeiza e utilizam os aeroportos de Guarulhos e do Galeão no RJ como uma escala.

Ou seja, pesquisando com antecedência com a ajuda do seu consultor da Experimento você pode pagar muito barato para viajar em algumas das melhores companhias aéreas do mundo e ter toda aquela experiência que elas nos oferecem.

Eu fui de Ethiopian, considerada a melhor cia africana por diversas vezes e que faz o trecho em um Boeing 787 – um dos modelos mais modernos da atualidade. Foi uma grata surpresa viajar com a Ethiopian, atendimento e serviço impecáveis!

O  que fazer em Buenos Aires?

Puerto Madero

puerto madero

Puerto Madero e a puente de la mujer

Um dos cartões postais da cidade, onde também fica localizada a Puente de la Mujer. As antigas docas do porto se tornaram restaurantes e bares, onde se pode beber um bom vinho e comer a famosa carne argentina.

Você encontra desde restaurantes mais caros até opções mais econômicas. O pôr do sol aqui é lindo!

El Ateneo

É uma livraria na Avenida Santa Fé mas não é apenas uma simples livraria – o local era um teatro muito famoso na cidade e recebeu inúmeras apresentações de tango feitas pelo famoso Carlos Gardel, entre outros artistas.

A parte onde era o palco virou uma cafeteria muito charmosinha. É encantador esse lugar!

Feira de San Telmo

Acontece sempre aos domingos no famoso bairro de San Telmo – que fica pertinho do centro. É uma feira de antiguidades e artesanato local. É sempre cheia e você tem vontade de comprar tudo! Vale uma ida ao Mercado de San Telmo também.

Cemitério Recoleta

Fica localizado no bairro de mesmo nome. Aqui está a sepultura de Eva Perón – que sempre recebe muitas homenagens. Eu achei muito interessante essa visita minha acontecer depois de alguns dias na cidade pois reconheci vários nomes de ruas e bairros da cidade vendo as sepulturas.

O que me fez pesquisar quem eram aquelas pessoas e porque foram importantes na história do país. Foi um lugar que me instigou muita curiosidade sobre a história da Argentina e da parte espanhola da América do Sul.

La Boca

buenos aires 3

Estádio La Bombonera, do Boca Juniors

Aqui fica a rua-museu Caminito que é muito visitada por ser de grande valor cultural e histórico. Aqui você vai encontrar muitas referências ao tango! E vale também a visita ao famoso estádio La Bombonera do Boca Juniors – fica bem pertinho de Caminito!

Estes são alguns lugares que recomendo que você visite – mas claro, não deixe de bater perna pela cidade e ter as suas próprias descobertas que vão tornar sua viagem mais especial e única!

Mas quer algumas dicas minhas?

– Você vai tropeçar em vários Starbucks, mas o café do Havana é muito mais gostoso! Recomendo o dulce de leche latte.

– No Mercado de San Telmo existe um lugar chamado “Nilson”, um casal fofíssimo toca o lugar e vende vinhos na taça ou garrafa e porções de queijos com geleias temperadas que são o paraíso!

– O rolê começa tarde na cidade! Então se prepare pra estar no auge da noite lá pela 1 ou 2 da manhã. Em Palermo as ruas nas proximidades das Plazas Julio Cortázar e Plaza Inmigrantes de Armenia existem vários restaurantes, hamburguerias, pubs, enfim tem de tudo! Vem gente de todo o bairro pra ficar ali e até bem tarde, então sempre tem gente na rua. Eu achei bem seguro!

– O desayuno (café da manhã) oficial do portenho é a medialuna. De cara parece um croissant mas quando você comer sentirá a diferença. O recheio você que manda!

Essas são as minhas dicas e impressões sobre Buenos Aires!

Mas a Experimento pode te levar para outras cidades na Argentina. Além de também trabalhar com Chile, Uruguai, Peru, Equador e Colômbia. Ah, e se você quiser subir mais um pouquinho você tem a possibilidade de ir para a Costa Rica, Guatemala e México!

Bastante opção, né?

Mas fica tranquilo, os consultores da Experimento estão aqui para tirar todas suas dúvidas. Entre em contato conosco.

E claro, não esqueça de comentar aqui sobre os outros lugares que as pessoas precisam conhecer em Buenos AIres.

E aí, vamos redescobrir a América?

Formulário de Orçamento

Descubra mais sobre sua próxima experiência

Curso de idiomas
Programa de férias
High School
Work & Travel
Extensão Universitária
Programas Profissionalizantes
Study Abroad
Travel Plus
Trabalho Voluntário